quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Mnemónica

Menantes, menantes.
Menantes menando Mena meneando amena a mona.
Se a menam não a penam,
apenas menam.
Quando acenam, Mena mune as mamas e une-se em manada às suas
manas esquisitas como a merda que os menantes depois escrevem
sobre Gauguin, idas à praia, relva e escalracho.
Não é assim que se mata um macho.